Lettering:

fundamentos básicos

Rafael Costa, Designer e Ilustrador



NAIÁ SEGUIR
OUTROS PROJETOS DE NAIÁ Naiá em si
OUTROS PROJETOS DESTE CURSO CAMINHO NATURAL

O PROJETO

Naiá em si

31 de Março de 2017 2 0
Naiá em si, é a busca da representação de mim através dos tipos, “tipo” eu de várias ângulos e significados entre o presente e o bom passado.

Sem pensar a mão já foi acelerada rabiscar tudo o que sempre faço com meu nome hoje e o que me pegava criando no colégio na adolescência, minha assinatura, meu nome desenhado por um amigo que eu admirava pelas ilustrações e uma versão do meu nome bem clássica e caligráfica. Mas eu queria na verdade era representar num lettering o significado do meu nome, a indía Naiá que se tornou a estrela das águas amazônicas pois foi transformada pela lua(Jaci) na flor da vitória régia, resumidamente. Sou descendente de índios de lá mesmo, me orgulho e adoro meu nome, então lá fui caraminholar isso, pesquisando ilustrações da lenda e imagens da planta. Rabisquei algumas tentativas com muitos elementos, mas queria algo mais sucinto.
Pensei, pensei, pensei e ..... desisti. Rrsrsrs. Resolvi começar pela Naiá da vida real que assina tudo com seu nome e nada melhor do que a própria marca registrada oficialmente para representar a si mesmo, a assinatura. No processo tive dificuldade em fazer a marcação no lugar correto, tive que rever a aula para entender melhor onde fica a letra na altura da ascendente, além de demorar a fazer todas as linhas. Mas criei e quase no fim, pimba! Ou melhor, pingo! Coloquei a flor da vitória régia substituindo o pingo do i, eis a Naiá mais lúdica. Essa flor remete a quem busca harmonia e paz interior, EU. Bom, parece também a flor de lótus porque é da mesma espécie, mas também representa minha busca atual, pois seus vários significados estão relacionados a crescimento, renascimento e vida.

Próximo! Imaginou uma fila de lettering? Hahaha, não tinha não, então lá fui eu para o bom passado e meus rabiscos. Um amigo da adolescência que desenhava muito bem me presenteou com um lettering do meu nome que eu amei. E de novo, sem ideias, comecei a tentar reproduzir, mas sem a inclinação da letra e lá no acabamento o pindo do i virou uma bola gigante que seria uma lua(lembra da lua da lenda da índia Naiá, essa mesmo) , mas achei que ia ficar muito frio, queria cores e assim o dia nasceu no meu papel, a bola virou um sol bem amarelo , laranja e cheio de vida, do jeitinho que estou me sentindo e quero ficar para o resto da vida. O acabamento preciso melhorar bastante, em todos, preciso exercitar muito, mas até que gostei.

E por último, a clássica caligrafia manuscrita que adoro fazer o tempo todo nos rabiscos e nada de profissionalismo, essa foi mais difícil porque as linhas são finas e toda hora confundi a linha grossa e a fina, na verdade nos anteriores também. Mas agora minha vida mudou (sente o depoimento sensacionalista, hahaha) com esse curso eu vou estudar muito tipografia, caligrafia e me superar , o caminho é longo mas não tem volta, a porta do céu de lettering se abriu. <3


O que você achou deste projeto?

Deixe aqui a sua mensagem