Minha Conta

Menu

Área do Cliente

Carrinho

Nenhum produto no carrinho.

Cinema com celular

técnicas para contar histórias com iPhone
Presentar
Categoria:

Transforme seu aprendizado em uma jornada!

Os cursos da Saibalá foram organizados em um formato mais completo e engajador. Conheça a nossa jornada de aprendizado.

O mercado de cursos oferece hoje uma ampla gama de opções para quem procura especialização. Mas como fazer a melhor escolha para seu tempo e investimento? Com o objetivo de oferecer uma experiência de ensino mais completa e engajadora, a Saibalá reuniu seus cursos em unidades interconectadas.

Nasceram, assim, as jornadas de aprendizado. Desenvolvidas com técnicas inovadoras, as nossas jornadas são comandadas por profissionais experientes e treinados para oferecer uma visão ampla e objetiva sobre sua área de interesse, com o dinamismo que você precisa.

Impulsione sua carreira com conteúdo de alta qualidade e um formato adaptado à sua rotina!

O que você vai aprender:

Conclua o curso e saiba como usar o celular para a produção de vídeos

Se você se interessa por audiovisual e curte a ideia de produzir vídeos com o celular, este é o seu curso.
Eduardo Feller, professor da Universidade de Buenos Aires, irá demonstrar como combinar o melhor dos ensinamentos do cinema com os melhores recursos oferecidos pelo celular para extrair o máximo potencial dessa técnica.
O curso é dividido em 16 aulas online que irão te ensinar a utilizar todas as ferramentas disponíveis para contar histórias de maneira livre e criativa.

– Aprenda a trabalhar estética e narrativa através de tópicos como formato, composição e pontos de atração;
– Entenda como tirar proveito da iluminação natural em seus vídeos;
– Saiba quais são os equipamentos e acessórios essenciais para fazer cinema com o celular;
– Descubra aplicativos de celular voltados para a prática da narrativa cinematográfica;
– Veja como explorar recursos acessíveis para produzir vídeos menos amadores;

Para quem?

Para quem gosta de produzir vídeos de forma profissional ou gosta de registrar momentos, mesmo que de forma amadora, não pode perder esse curso.

Produção Audiovisual

Para quem é do ramo e já trabalha com isso, é a oportunidade de transformar o celular em outra ferramenta de trabalho.

Estudantes de Cinema e Audiovisual

Os estudantes dessa aprenderão que o celular pode ser utilizado para o desenvolvimento de projetos audiovisuais, abrindo a caixinha de possibilidades.

Veja o que nossos alunos falam

Conheça o professor

Eduardo Feller

Eduardo Feller é diretor da cadeira de Desenho de Imagem e Som e professor titular de Desenho Audiovisual I, II e III, na Universidade de Buenos Aires, e de Meios Expressivos I e II na cadeira de Design Gráfico na mesma universidade.

Criou a orientação de Meios de comunicação, no nível secundário, para as Escolas ORT. Seu setor de vídeo é parte do catálogo permanente da videoteca do Museu Nacional de Arte Moderna.

PREPARAMOS UM CURSO QUE ABORDA DE FORMA PRÁTICA O USO DO CELULAR COMO FORMA DE CONTAR UMA HISTÓRIA

Confira tudo o que você vai aprender:

Cinema com celular: técnicas para contar histórias com iphone

Saiba como utilizar o seu celular para contar uma história.

  • Eduardo Feller dedicou muitos anos de sua vida ao cinema, televisão e vídeo, tendo a câmera como sua companheira de criação e trabalho por todas as épocas. Segundo ele os smartphones trouxeram uma enorme carga de modernidade ao mundo do vídeo e a tecnologia deve ser utilizada a nosso favor, por facilitar o trabalho de dar forma às nossas ideias e produções.
  • A criação com smartphones, ou Cine-celular, e fala sobre a importância de conhecer bem essa ferramenta, suas capacidades e suas limitações, abordando desde bateria e memória disponível, até o formato de exibição de uma determinada tela.
  • A posição de gravação do aparelho (horizontal ou vertical) é de grande importância para criar uma linguagem. É uma das principais maneiras de criar uma comunicação própria. No cine-celular, o formato horizontal, tradicional do cinema, encontra-se muitas vezes com o formato vertical das gravações caseiras e, essa mistura de formatos dá origem à uma produção experimental e pessoal.
  • Qualquer que seja o equipamento usado em uma produção possui vantagens e desvantagens. O que determina a sua utilização é o estilo da produção que se pretende criar. Apesar de cada equipamento ter sido criado para um fim específico, não é obrigatório usá-lo apenas daquela forma.
  • Eduardo Feller mostra o que costuma levar em sua bolsa na hora de uma produção, desde itens comuns à todo mobile (cabo carregado, fones de ouvidos, capa para proteção do aparelho) até itens próprios para filmagem e fáceis de encontrar, como monopodes, mini tripés, lentes adaptáveis, flanelas para limpeza de lentes, fitas adesivas e demais utilitários. É muito importante realizar uma checagem prévia dos materiais para evitar empecilhos na construção e finalização de um projeto.
  • Utilizando um parque como set de gravação, Eduardo mostra uma gama enorme de possibilidades, com muitos personagens e atividades. É importante estar atento à todo o entorno para identificar a ideia que será o foco principal do projeto.
  • Não importa qual o tipo de celular, ou se a câmera é uma pequena máquina fotográfica/filmadora, o importante é aproveitar a liberdade e criatividade que estes dispositivos proporcionam, com a oportunidade de viajar com poucas coisas e mesmo assim fazer ótimas produções.
  • O cinema não se trata de uma busca pela realidade, mas o cinema em si trata de criar uma realidade. A partir do momento em que se limita a realidade à uma cena, esta é reinventada a partir da visão do cineasta. É importante não se prender às regras, deixando a estética e a narrativa livres para contar uma história única.
  • A importância dos diferentes planos como recurso de filmagem. Quando abordamos o primeiro plano, é importante manter-se a uma determinada distância, pois quando se trata de pessoas, a proximidade e a presença da câmera podem gerar vergonha ou desconforto. O cineasta deve sempre utilizar-se de cortesia e educação para que não haja nenhum problema para ele ou para quem está sendo filmado.
  • Quando se trabalha com imagens, uma coisa que deve ser levada em consideração é a luz. Esta é muito variável e por isso, o operador da câmera precisa de um alto conhecimento sobre o aparelho o qual está manipulando.
  • A criação de vídeos com mobiles pode ser extremamente profissional, e o que diferencia uma produção caseira de algo com padrão cinematográfico é, além do controle da iluminação, a estabilidade da imagem.
  • As formas e acessórios que podem ser facilmente encontrados, como o bastão de selfie e mini tripés para que se possa ter o máximo de qualidade e praticidade.
  • O bastão de selfie é um acessório bastante comum e facilita a criação de conteúdo de si mesmo. Ele permite a mudança de um ponto de vista de forma bastante dinâmica, aumentando assim as possibilidades da gravação.
  • Diferente de câmeras tradicionais que trazem em sua óptica a distância focal, nos mobiles só se tem a estrutura digital, que ainda não apresenta uma boa definição. Isso causa deterioração, perda de estabilidade e pixealização da imagem, afetando a nitidez w podendo assim comprometer a qualidade do vídeo.
  • A vantagem de gravar filmes com celulares vai muito além da mobilidade. A grande variedade de aplicativos, cada vez mais desenvolvidos, trazem uma infinidade de recursos, como gravação em câmera lenta e emulação de lentes.
  • Muitos detalhes passam desapercebidos ao nosso redor e as lentes especiais para celulares, como a macro, podem revelar um mundo quase desconhecido aos olhos.. As lentes são capazes de alterar a escala de visão do mundo trazendo muitas surpresas e belezas as gravações.
  • A importância da montagem de tudo isso fará com que o expectador consiga sentir no filme a mesma sensação e visão do cineasta na hora da gravação. Deve-se saber exatamente o que se deseja mostrar no filme para então criar.
  • Tarefa: Grave imagens com o celular. Capture algo de sua vida diária, das coisas que você já conhece a sua volta, do lugar aonde vive, mas conte essa história em preto e branco. A ideia é fazer um exercício para perceber se há diferença entre ver as mesmas cenas em preto e branco ou em cor.

Cinema com celular

técnicas para contar histórias com iPhone
Presentar
Categoria:
Falar com a Saibalá